Dicas do blogueiro - Ferramentas para Design Gráfico e Edição de Vídeos

Todo bom profissional deve sempre estar aprendendo novas técnicas e desenvolvendo habilidades extras para oferecer ao cliente um leque cada vez maior de possibilidades e assim se destacar no mercado de trabalho com um diferencial. Este artigo não é um tutorial de como editar vídeos, mas sim um direcionamento com algumas dicas para quem quer começar no ramo.
Em todas as profissões, em todos os lugares e provavelmente para todas as pessoas, chegará um momento na vida profissional em que uma destas perguntas surgirão: será que é isso que eu realmente quero? Será que eu consigo fazer algo diferente? Como posso ampliar meu currículo?
Se você trabalha no ramo do design gráfico, web, serigráfico ou qualquer área semelhante e já se fez uma destas perguntas, a edição de vídeos pode ser uma boa alternativa, pois não foge aos conceitos do design gráfico e ao mesmo tempo pode ser completamente diferente e desafiador.
Partindo do ponto em que você não tem nenhum contato ou conhecimento sobre essa área, a escolha de um programa para edição de vídeos é fundamental. Alguns exemplos mais utilizados profissionalmente são: Corel Video Studio, Sony Vegas, Lightworks, Adobe Premiere e Adobe After Effects.
Ferramentas para edição de vídeo
A princípio, estes editores de vídeo possuem as mesmas ferramentas básicas, como por exemplo: corte, fade, transições, exportar, importar, converter, etc. O que você deve realmente levar em consideração na escolha do programa é: qual tipo de trabalho você quer executar? Qual será o seu cliente? Qual nível de experiência você quer adquirir?
Existem muitas diferenças que realmente pesam entre os programas de edição, na hora de responder a essas perguntas. Utilizando softwares mais simples, você pode ter uma facilidade e uma velocidade maior para aprender e entender um pouco a lógica da edição, porém, se você realmente gostar do que estiver fazendo, vai querer se aprofundar mais no assunto e os programas simples irão deixar a desejar. Outro fator a ser levado em consideração é a compatibilidade com os muitos formatos de vídeo e codecs que existem por aí. Além disso, a qualidade e a versatilidade ao finalizar um projeto contam muito na hora de entregar um trabalho ao cliente.
Eu costumo dizer que “tudo o que aprendemos do jeito mais difícil, aprendemos melhor” e se você gosta de um bom desafio, as opções da Adobe são uma boa escolha. O After Effects e o Premiere, além de atenderem positivamente a todos os requisitos que citamos acima, são programas muito utilizados para fins profissionais de edição de vídeo, o que facilita na hora de encontrar um plug-in, um suporte ou tutorial na internet.
Mas por que dois programas diferentes, da mesma empresa, para edição de vídeo?
Se você é designer gráfico e fez essa pergunta, a melhor resposta é uma outra pergunta, que você com certeza vai saber responder: por que Illustrator e Photoshop? Não são dois programas de edição de imagens? Sim e não!
Ambos são programas que trabalham com os mesmos formatos, mas com certeza o resultado final não será o mesmo. O After Effects pode ser considerado um “Photoshop animado”, onde o editor tem muitas opções de tratamento, aplicação de efeitos visuais orgânicos, animação, máscaras de recorte, interatividade entre os layers, entre outras inúmeras alternativas que o tornam tão eficiente quanto complexo. Já o Adobe Premiere é um programa de corte e finalização das composições de áudio e vídeo. Nele o editor tem mais opções de transições, tipografia, corte, montagem e finalização do vídeo.
Compatibilidade
Outra enorme vantagem dos dois programas é a compatibilidade entre si e principalmente, para você designer gráfico, a compatibilidade entre os outros produtos da Adobe. Essa compatibilidade torna o trabalho muito mais rápido e eficiente, já que os layers do Photoshop, por exemplo, podem ganhar vida com as muitas possibilidades do After Effects.
Em contrapartida, além da complexidade didática de se aprofundar nesses dois softwares, você irá precisar de uma máquina com um desempenho que vai do ótimo ao perfeito para editar e renderizar (exportar) vídeos de boa qualidade. Isso pode levar o designer a adotar os programas e efeitos mais simples, porém mais leves, principalmente se a intenção for trabalhar com edições mais modestas, não havendo necessidade de investir tanto tempo e dinheiro.
Se você quer entrar de cabeça nas edições de vídeo, a dica é a seguinte; faça uma aula demonstrativa em no portal de cursos online da Startup Gilberto Leite Treinamentos Profissionais, assista as aulas "Aprendendo editar vídeos com After Effects" e "Aula demonstrativa do curso de cinema 4D" lá você terá uma noção de edições e conhecerá uma excelente formação em Animação gráfica e Edição de Vídeo com 28 Cursos de altíssima qualidade, e não deixe de ler a proxima matéria onde falarei sobre o mercado de trabalho nessa área.

Gratidão por  ter lido até aqui.
Grande abraço e até a próxima matéria.
http://www.gilbertoleite.com.br/


Comentários

Postagens mais visitadas

Jogador Placaense Danubio Silva é contratado pelo Dynamo Dresden da Alemanha

Homicidio na Trasamazônica ajudem a identificar esse rapaz

Tragédia em Trairão: Gravíssimo acidente entre micro-ônibus e carreta deixa mortos e feridos.

Acidente Fatal na Ponte do Rio Cuaruauna

Corpo aguarda reconhecimento no hospital municipal de Placas