Grande caminhada do dia 18 de Maio

Alunos das Escolas Tancredo Neves, Almir Gabriel, Irani de Andrade e Ana Faleiro
Na manhã deste dia 18 de Maio de 2016, com o objetivo de mobilizar a sociedade Plaquense e convocá-la para o engajamento contra a violação dos direitos sexuais de crianças e adolescentes, a Prefeitura Municipal de Placas através da Secretaria Municipal de Assistência Social juntos com o Conselho Tutelar, Conselho de Direitos da Criança e do Adolescente, CRAS, CREAS, Secretarias de Saúde, Educação, e outros parceiros mobilizaram uma caminhada pelo centro da cidade para incentivar a sociedade a fazer parte dessa luta e comemorar o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Autoridades políticas e religiosas participaram da caminhada
A caminhada contou com centenas de pessoas e saiu da Escola Tancredo Neves passando pelas Avenidas Perimetral Sul e Norte da Cidade, Travessa Benigno e Rua Olavo Bilac, finalizando na Escola Almir Gabriel, onde teve lanches para a garotada, palestras e discursos de agradecimento por parte das autoridades presentes.




Os parceiros acima citados mobilizaram uma campanha que será realizada por toda a semana do dia 18 de Maio para orientar sobre o abuso e exploração sexual. Fato importante e que vale ressaltar essas parcerias e mobilizações, pois essa e uma situação muito delicada e que precisa da colaboracao de toda a sociedade para ser combatida.
Se você souber de algum abuso ou tiver alguma denuncia para fazer, faça bonito Denuncie.
Disque Denuncia Nacional. 
Telefone. 100
Em todas as escolas.
Professores, Orientadores ou diretores.
 Policia Militar
Telefone 190
Policia Rodoviaria Federal
Telefone 191
Conselho Tutelar de Placas
Padre Rudolfus, Raimundo (Cons. Tutelar) Wender (Cons. Direito) Eu (Gil Leite)
Telefone (93) 98116-6838

Por que 18 de maio?
Neste dia, em 1973, uma menina de 8 anos, de Vitória (ES), foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada. Seu corpo apareceu seis dias depois, carbonizado e os seus agressores nunca foram punidos.
Com a repercussão do caso, e forte mobilização do movimento em defesa dos direitos das crianças e adolescentes, 18 de maio foi instituído como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Desde então, esse se tornou o dia para que a população brasileira se una e se manifeste contra esse tipo de violência.

O que é violência sexual?
É a situação em que a criança ou o adolescente é usado para o prazer sexual de uma pessoa mais velha. Ou seja, qualquer ação de interesse sexual, consumado ou não.

É uma violação dos direitos sexuais das crianças e adolescentes, porque abusa ou explora do corpo e da sexualidade, seja pela força ou outra forma de coerção, ao envolver crianças e adolescentes em atividades sexuais impróprias à sua idade, ou ao seu desenvolvimento físico, psicológico e social.

Abuso x Exploração
A violência sexual pode ocorrer de duas formas distintas. Abuso sexual é qualquer forma de contato e interação sexual entre um adulto e uma criança ou adolescente, em que o adulto, que possui uma posição de autoridade ou poder, utiliza-se dessa condição para sua própria estimulação sexual, da criança ou adolescente, ou ainda de terceiros, podendo ocorrer com ou sem contato físico.

Já a exploração se caracteriza pela utilização sexual de crianças e adolescentes com a intenção de lucro, seja financeiro ou de qualquer outra espécie. São quatro formas em que ocorre a exploração sexual: em redes de prostituição, pornografia, redes de tráfico e turismo sexual.

Prevenção
A melhor maneira de se combater a violência sexual contra crianças e adolescentes é a prevenção. É necessário um trabalho informativo junto aos pais e responsáveis, a sensibilização da população em geral, e dos profissionais das áreas de educação e jurídica, com a identificação de crianças e adolescentes em situação de risco, e o acompanhamento da vítima e do agressor.

Denuncie
Além da prevenção, o combate a essa realidade exige que os casos sejam denunciados. Portanto, se souber de algum caso de violência sexual infantil, procure o conselho tutelar, delegacias especializadas, polícias militar, federal ou rodoviária e ligue para o Disque Denúncia Nacional, de número 100.

Você pode agir. Proteja nossas crianças e adolescentes. Faça bonito e disque 100. 











Comentários

Postagens mais visitadas

Jogador Placaense Danubio Silva é contratado pelo Dynamo Dresden da Alemanha

Homicidio na Trasamazônica ajudem a identificar esse rapaz

Tragédia em Trairão: Gravíssimo acidente entre micro-ônibus e carreta deixa mortos e feridos.

Acidente Fatal na Ponte do Rio Cuaruauna

Corpo aguarda reconhecimento no hospital municipal de Placas